terça-feira, 4 de março de 2014

O meu corpo aninhou-se no teu
Melodias soltaram-se dos meus dedos
A minha voz nas tuas mãos
Fechadas para me acolher
Dançar...
E o encanto do teu olhar
Segredou-me o teu delicado amor
Fiquei presa na tua suavidade
Abracei-te levemente
Apertei-te até me sentires em ti...
Mergulhámos na magia
Corações em fogo...
(Cris Anvago)