terça-feira, 4 de março de 2014

Sonhei
Que na imperfeição do meu amar
O esquecimento não estaria presente
Sonhei
Que estava abraçada ao teu corpo
Que te vestia de carinho
O tremor era de prazer
Por me sentires em ti
Sonhei...
Acordei...
(Cris Anvago)