sábado, 1 de março de 2014

Nas curvas do teu corpo
O sol irradia através dos meus dedos
Nas tuas veias
Um rio de prazer
Invade a inocência que existe em ti
Transformo-te em vulcão
Tempestade louca
Insisto....
Até ouvir o teu grito inundado de paixão...
(Cris Anvago)