segunda-feira, 14 de julho de 2014

Amo a simplicidade
Dos corações que se despem
Dos braços que despertam
A excitação dos corpos que se amam
Pele que arrepia
No mar de emoção
Amo a simplicidade
De um olhar puro ...
Um sorriso franco
Lábios que afagam outros lábios
Amo a simplicidade do amor no momento de amar!
(Cris Anvago)