quarta-feira, 23 de julho de 2014

Caminho no teu corpo
Nas minhas mãos os mistérios
Que se enlaçam entre o ser e o dar
O estar em ti e ficar
Percorro o teu sonho
No infinito das nuvens que te afagam
São os meus beijos que despertam
O esvoaçar do gemido que se solta
Corpo em fogo
Pintura inacabada...
Tela onde grita o meu silêncio
Descanso na tua pele
Mar que se enfeita nas ondas exaltadas
Emaranhadas nos prazeres da paixão
Escorrem palavras mudas
Nas carícias que percorrem a ilha de ti…
(Cris Anvago)