terça-feira, 29 de julho de 2014

No brilho do silêncio
Derrama-se o olhar
Escorre pelo corpo
O desejo de querer e ficar
No brilho do silêncio
O grito dos corpos
Na memória dos segundos
Que teimam em passar
(Cris Anvago)