domingo, 6 de julho de 2014

LOUCA SIM!

Podem chamar-me de louca
A minha loucura é amar para além do olhar
Do sorrir, partilhar a pele
Amo por dentro
A essência, sensibilidade, personalidade
Amo no todo que existe na pessoa
Não somos partes
Somos articulações feitas para abraçar...
Entrelaçar corpos e corações
Somos ternura, alma…
Sangue que ferve
Lágrima que cai
Somos depressão e euforia
Noite e dia
Somos lua e sol
Estrelas que se espreguiçam
Iluminadas em corpos deitados
No lençol amarrotado
Do amor transpirado
Somos carne e espírito
Corpo, coração e alma!
(Cris Anvago)