domingo, 12 de outubro de 2014

    Encontro-te nos meus pensamentos
    No odor do meu corpo
    Onde o teu se aninhou
    Encontro-te nos meus olhos
    Que não se afastam dos teus...
    Suave a tua pele
    Na pele que é minha
    Perdida sem ti
    Acordada no teu mar
    Encontro-me nas noites
    Mergulho e deixo-me naufragar
    Encontro-me na raiz da flor
    Que cresce no teu corpo
    No teu cheiro o amor
    Que desagua no meu peito
    Encontro-me sempre em ti meu amor.
    (Cris Anvago)