domingo, 12 de outubro de 2014

PALAVRAS DE MAR

    Palavras que inundam
    A folha que antes era branca e triste
    Que florescem no silêncio da noite...
    Sorriem e dançam o tango
    Abraçam sentimentos
    Beijam lamentos
    Palavras que inundam
    Corações sozinhos
    Que florescem na ironia de uma exclamação
    Que não deixam o corpo cansado
    Adormecer sem um carinho
    Palavras que inundam
    Cores nos segundos desertos
    Raios de sol que pairam nos olhos
    Dos amantes que sonham
    Palavras que inundam
    Palavras que são mar…
    (Cris Anvago)