domingo, 13 de março de 2016

O corpo fica eletrizado
Pelo toque da ternura
É amar sem pecado
É um corpo amado
Na chama viva da loucura
Lábios expressivos
Doce intenso beijo
Seios que riem vivos
Imaginação no desejo
Coxas dançam na melodia
Mais forte a fantasia
Mãos que se perdem
Ventres que fervem
Olhares que se cruzam
Paixões que se exaltam
Amantes que recusam
A manhã que quer acordar
Mais um toque, um olhar
Corações que sobressaltam
Intensidade, grito, loucura
Noite vivida no verbo amar
E, vivem os amantes na noite que antes era escura…

Cris Anvago