sábado, 1 de fevereiro de 2014

Não és...
Só palavras, pontos,
exclamações nem reticências
És toque, doçura, paixão
Por detrás desse rosto que todos conhecem
És o iceberg que ferve,
Que oculta sentimentos
Dores, incertezas, desconfiança
Riso e choro de criança
És muito mais que simples palavras...

És a essência de cada frase
O teu corpo, beleza natural
Astro, estrela, luar matinal
És tudo e nunca penses que não és nada
Não te reduzas à insignificancia das palavras
És o todo e não uma das partes
És o mundo
Pensas que és uma simples estrela
Desapega-te das coisas insignificantes
Sente o sol do Amor
Se existem dúvidas em ti
És tu que as tens
Porque para mim
Não existe mais ninguém
(Cris Anvago)