quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Na loucura que existe em mim
Percorro os labirintos do teu corpo
Mergulho, afogo-me e sorrio
Porque amar não é tristeza é alegria!
Loucura nos dedos que passeiam
No sangue que ferve nas veias
Grito mudo no teu corpo
Tremor que se adivinha
Sim sou louca
Quando a tua pele veste a minha!
(Cris Anvago)