quarta-feira, 20 de agosto de 2014

UM SÓ CORPO

Fecha a porta da monotonia
Abre a janela
Atira-te na aventura dos meus braços
Descobre uma vez mais
Que os meus passos acompanham os teus
Voamos sem sentir o corpo
Porque somos maior que tudo!
Abrimos a nossa janela...
De mãos dadas
E o amor invadiu os nossos corpos
Na brisa da noite
Na suavidade do amanhecer
Na sombra somos um só corpo!
(Cris Anvago)