domingo, 3 de agosto de 2014

Desilusão
É dançar só na vida
Cinzenta e sentir-se esquecida
Não sorrir
Não amar
Dançar e não existir melodia
Desilusão é não ver o sol
Nascer de madrugada
Acordar numa cama abandonada
Ser só, não contar com ninguém...
Viver a dor sózinha
Desilusão…
(Cris Anvago)