domingo, 31 de agosto de 2014

EXISTEM INCONSCIENTES

Existem pessoas por quem fazemos tão pouco
E sentem que fizemos muito por elas
Existem outras por quem fazemos tanto
E acham que pouco fazemos
Querem mais e não ficam satisfeitas

As primeiras são as que reconhecem
O carinho que nunca receberam e sabem dar valor...
As segundas são as que usam as outras pessoas
São as egoístas
Que acham que é sempre pouco
O que lhes é oferecido sem nada fazerem
Que não lutaram para vencer
Esperam sempre
Que sejam os outros que lutem por elas

Existem as boas pessoas de coração
Que conseguem ver

Existem as outras
Que pensam que merecem
Pelo que nunca lutaram

As primeiras terão amigos
As segundas terminam sós

Dar valor ao que nos dão
Nem toda a gente sabe dar
Não sabem receber
Usam as pessoas
E acabem por ser usadas pelo destino
Numa determinada altura da vida
A vida ensina
Mesmo para quem não está preparado para aprender
Quem não reconhece
O bem que lhes fazem
Um dia
O arrependimento
A consciência
Será maior que o seu mundo
Pequeno e mesquinho
E serão esmagadas
Pelos actos que praticaram
Durante a vida
O pesadelo da realidade chega
Mesmo que achem que não merecem
A consciência ficará pesada
Como uma balança

Na vida, tudo retorna…
(Cris Anvago)