quarta-feira, 20 de agosto de 2014

SENTIR A VIDA

No sentido maravilhoso de sentir a vida
Mão que afaga a alma que se enleva
No sorriso que afoga de doces lágrimas
Lágrimas de emoção e amor
Suavidade que me veste de palavras
Tatuadas nos meus olhos
Beijo o teu sentir
Mergulho no desejo só de desejar...
Brilhar nas estrelas-do-mar
Ondular nas ondas dos pensamentos errantes
Odores que se espalham
Como pequenos pirilampos
Brilho maior que a lua
Enorme, cheia e orgulhosa
Pensa que o céu é todo seu
Mas, esconde-se quando aparece o sol
Que ferve nas veias
Beija o corpo
Pupilas dilatadas de prazer
Amar é sentir a Vida!
(Cris Anvago)