domingo, 9 de novembro de 2014

    Corri mais rápido que o vento
    Tentei agarrar esse teu pensamento
    Onde cabia todo o carinho
    Só ficou o lamento
    Nas pedras cinzentas...
    Na onda distante
    Que não chegou á praia
    O inverno é triste
    Lágrima que persiste
    Teima em ficar
    Enrolo-me no despertar
    De uma madrugada por descobrir
    No pensamento uma gaivota
    No vento um grito de revolta
    A onda tornou-se branda
    A areia que a esperava secou
    Existem lendas e histórias
    Que encantam pequenos seres
    Que crescem e deixam de acreditar
    (Cris Anvago)