domingo, 16 de novembro de 2014

    No abraço onde me deito
    Invento o sol do meu sonho
    Vives-me no peito
    Nas margens da realidade
    Gemidos de vento...
    Nos corpos de tempestade
    Desafia as minhas asas
    E voa comigo
    (Cris Anvago)