sábado, 22 de novembro de 2014

    O meu ventre balança
    Os teus olhos tocam-me
    Toques invisíveis
    Que me acendem
    No véu que me cobre o rosto...
    Destapo a tua beleza
    É para ti que danço
    No meu ventre
    Ainda o calor dos teus beijos
    O meu ventre…balança…
    Os músculos retraem-se
    Expandem-se na beleza que flutua
    O meu corpo dança…
    Balança
    Ao ritmo do meu amor por ti…
    (Cris Anvago)