domingo, 16 de novembro de 2014

    Danço-te
    As minhas coxas balançam
    Ao ritmo do samba
    O meu corpo ama-te
    No trinar da guitarra...
    Fado que te seduz
    Voz rouca que te incendeia
    Danço-te
    No amor.
    (Cris Anvago)