domingo, 16 de dezembro de 2012

Abraço-te e sinto o mundo
O calor do sol que me queima por dentro
Que transpira e te sente
A força da tempestade
Que estremece todo o meu corpo
Energia...sobrevivência...querer viver !
A chuva que me inunda
Em gotas de prazer e me faz cantar
melodias desconhecidas
As ondas dos grandes oceanos
Onde navego...mergulho...perco-me
Onde conheço vida colorida
Desconhecida
Seres aquáticos que vivem em liberdade
És um mundo maravilhoso
Florestas onde existem seres encantados
Pássaros que cantam a nossa melodia
Flores de todas as cores
Que exalam o perfume de ti
Sinto o mundo
Porque tu és o meu mundo
(Cris Anvago)