domingo, 16 de dezembro de 2012

Os meus dedos desciam pelo teu corpo
ao ritmo do ponteiro dos segundos
tic tac tic tac
Eu em ti suavemente
Silêncio na magia do teu corpo
O bater do teu coração
ultrapassou o ponteiro vagaroso
do teimoso relógio
que queria que eu seguisse o seu ritmo
Mas eu segui o teu
E o relógio pequeno
de repente emudeceu
(Cris Anvago)