segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

O teu corpo
A minha ilha encantada
Sou onda que se espreguiça em ti
Em suaves movimentos 
sou milhares de gotas
Que iluminam o teu corpo de desejo
Em movimentos intensos 
Incendeio-te de paixão
Sais da Terra
Atinges o Céu 
Danças nas nuvens
Saltas nas estrelas
Balanças na Lua crescente
Como a febre de amor
Cada vez mais quente
Em todo o meu corpo
E o teu corpo revigorante
Estremece fortemente
Tempestade de Verão
Ilha cheia de amor
Em nós
(Cris Anvago)