segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Sou tempestade no teu corpo
Vestido de sol
Voas nas asas do meu vento
Molhas-te na minha chuva
O teu corpo é um mundo
Maravilhoso e belo que descubro
Sou tempestade em ti
Rodopio nos teus recantos
Beijo os teus encantos
Descobertos para mim
Sou tempestade
No teu corpo de sol
Deixo-te em desalinho
O teu corpo sem rumo
Após navegar-te
Olhos em fogo
Corpo de mar
(Cris Anvago)