domingo, 16 de dezembro de 2012

Sempre que o vento passa pelo meu rosto
Murmura-me as tuas palavras de ternura
Acaricia a minha pele
E coloca em mim o teu suave beijo
(Cris Anvago)