domingo, 16 de dezembro de 2012


Fala-me de ti
Em silêncio
Na quietude da noite
Na sombra do sol
Que se põe no horionte do teu corpo
Diz-me ao ouvido
O teu sentir...o teu viver
Os teus sorrisos...as tuas lágrimas
As verdades que existem em ti
Sinto-te...escuto...acaricio-te
Deixa as tuas palavras voarem até mim
(Cris Anvago)