sexta-feira, 25 de abril de 2014

Gosto de afagar as nuvens que povoam o meu sonho
Macias e brancas, que esvoaçam como aves
Num céu tão azul que me faz recordar o mar
As suas ondas também são brancas
Belas, majestosas na sua dança
As nuvens, sinto-as na minha imaginação
As ondas acariciam o meu corpo
(Cris Anvago)