sábado, 10 de maio de 2014

ACREDITA

Desliza na tua pele
Um beijo meu
Suave, salgado, doce…
Dedos que se soltam
Na fogueira do teu corpo
Que arrepia e se contorce
Sussurro que se espreguiça
Grito que acredita
Que o verdadeiro amor existe!
(Cris Anvago)