sábado, 24 de maio de 2014

ESPELHO

Quando me vi ao espelho
E não te vi ao meu lado
Entristeci…
Devias estar ali, a sorrir
Beijar-me e reflectir no espelho
A felicidade de nós
A paixão vivida, o amor entrelaçado
No hotel frio e vazio de ti...
Saudades do teu calor
Meu corpo entristecido
Adormeceu doído de memórias
Acordei na manhã seguinte
A sorrir, renasci…
Sabia que iria sentir-te, abraçar-te
Ver a tua imagem no espelho
Junto com a minha
Sorrisos colados
Amor demorado…
(Cris Anvago)