sábado, 24 de maio de 2014

FOGO ARDENTE

Quero ser fogo
Cada vez mais intenso
Não quero ser fogo frio
Pequeno e com chama fraca
Quero ser cada vez mais quente
Que o meu toque seja intenso
Que me sintas nos poros que suspiram
Que anseiam pelo meu toque...
Quero ser sempre mais
Sou quente, amo o sol da paixão
Sou luz que ilumina
Queima-te…
(Cris Anvago)