sábado, 24 de maio de 2014

Se o teu corpo é flor
Os meus dedos são pétalas
Os beijos
Trevos, que te dão sorte
E não esqueças o refrão do amor
Namorar todos os minutos
Surpreender
Admirar e colher um beijo ardente
Dançar a cada minuto
Sem música...
Só com a nossa melodia
Amar é respirar os sonhos da outra pessoa
Mergulhar nos seus desejos
E desejar perder-se no seu corpo
Ardente e belo…
(Cris Anvago)