sábado, 10 de maio de 2014

SAUDADE

O coração grita e não esquece
Os gestos, os medos, os abraços...
A luz da pele
O brilho nos lábios
O sorriso no olhar
O toque
A voz
A palavra...
O silêncio
o grito
O suspiro...

A ferida tatuada na pele...
Do tempo que escorre
Nos ponteiros do relógio já cansado de esperar...
Será isto a saudade?
(Cris Anvago)