sábado, 10 de maio de 2014

O MEU NOME

Eu sou mais que o meu nome!
Sou sensibilidade, paixão, ternura
Beijo, vulcão, aventura
O meu nome não é nada
Se não existir a minha pele
Que queima a tua, arrepia, enlouquece
Não te quero só na noite quente
Desejo-te no dia que amanhece...
No sorriso dos meus lábios
A língua baila ao som da tua melodia
Sou o que quiseres
Calma, Ardente…
Palavra que ferve ou fria
Sou muitas para amar-te
Serei muitas mais para conquistar-te
Todos os dias da minha vida!
(Cris Anvago)