sábado, 6 de setembro de 2014

A água que cai sobre ti
Não se entranha nos teus poros
Escorrega no teu corpo
Deixando-o só molhado e fresco
O meu toque que passa suave em ti
É tatuagem que permanece
Na tua pele que fica quente
Que arrepia e não esquece
O sentir do amor que se prolonga
No odor que fica...
Imagem na retina dos teus olhos
Que me encantam
Todos os sentidos ficam alerta
Corpo que se ilumina
No afago que o amor sempre desperta
(Cris Anvago)