quarta-feira, 3 de setembro de 2014

A forte ventania pode derrubar-me
Mas tem que ser muito mais forte
Que a minha força de vontade
Em manter-me de pé!
É a suavidade da brisa
Que afaga o meu corpo
Abraça as minhas memórias
Sorri com os meus sonhos
É o odor do teu olhar pela manhã
(Cris Anvago)