sábado, 13 de setembro de 2014

Ouve a voz do meu corpo
Dança na melodia que preenche o teu
Rebola
Enrola-te
Nas minhas coxas
Move-te
O ritmo pode ser o meu
Mas o prazer
Será muito teu
Enrola-te e liberta-te em mim…
(Cris Anvago)