domingo, 29 de junho de 2014

No meu corpo despido de ti
A ausência da tua pele
A chama ainda aquece os poros
Que exalam o teu cheiro
No dia que se aproxima
Estás em mim sempre meu amor
(Cris Anvago)