domingo, 8 de junho de 2014

O coração preso ao coração
Os lábios colados nos lábios
As mãos presas nas mãos
Os corpos deslizam
As línguas afagam-se
Olhos nos olhos
Ondas que vivem na praia
Dos corpos sem rumo
Livres balançam…
Melodia que se encanta...
No quadro que se anima
Nas cores que se adivinham
Arco-íris de desejo que sobe
Lua que brilha como sol…
EU em tí Amor….
Loucura, paz, ternura…
Loucura!!
(Cris Anvago)