domingo, 8 de junho de 2014

Não digas o meu nome por dizer
Sente-o na pele
O beijo
O arrepio
O vulcão que em ti explode
E se derrama….
(Cris Anvago)