domingo, 1 de junho de 2014

NOS MINUTOS DE TI

Nos minutos do teu pensamento
Os segundos passeiam no teu corpo
Dedos meus que te desvendam
Arrepiam e despem os teus pudores
Quero-te em horas de prazer
Corpos quentes
Água que escorre
Desagua em mim...
Mergulho nos teus pensamentos
Fico nua nos teus olhos brilhantes
Vestes-me com os teus beijos
Quentes de seda e orvalho
Quero-te...
(Cris Anvago)